domingo, 16 de novembro de 2008

PARABÉNS LORENA (Educação é tudo)

Antes das expedições que atravessavam o Vale do Paraíba a caminho das Minas Gerais, Lorena era habitada pelos índios Puris.
Em 1554, com a fundação de São Paulo, as expedições bandeirantes se tornaram freqüentes. Havia necessidade de portos à margem do Paraíba e uma infra-estrutura mínima para atender as necessidades dos aventureiros.
Documentos citam que em 1702 o capitão-mor Arthur de Sá e Menezes, concedeu "provisão de mercê da passagem do rio ao porto para os passageiros de Minas” - era o Porto de Guaypacaré.
O núcleo inicial de povoação surgiu no fim do século XVII com as "roças" de Bento Rodrigues Caldeira.
Guaypacaré, nome tupi que significa braço ou seio da lagoa torta, foi o primeiro nome da nossa cidade, e se deveu ao fato de existir ali, um braço do Rio Paraíba.
Mais tarde, o nome passou para Hepacaré, que significa, para Azevedo Marques, lugar das goiabeiras.
Sob a invocação de Nossa Senhora da Piedade se constituiu em Freguesia em 1718.Em 14 de novembro de 1788 foi elevada à Vila com o nome de Lorena, por decreto do Capitão-General, então Governador de São Paulo, Bernardo José de Lorena, mais tarde Conde de Sarzedas, razão por que foi dado à nova Vila o nome atual.
220 anos se passaram e vejo com orgulho os novos e bons rumos da cidade, porém, sabemos que existem mazelas também, aliás, como em todos os municípios do nosso Brasil.
Acredito que os novos desafios que virão e os velhos que ainda estão sem soluções, resolveriam mais rapidamente com uma política federal, estadual e municipal mais concreta e, principalmente, com uma sociedade mais consciente e militante, mesmo porque a política que existe, boa ou ruim, está diretamente relacionada às escolhas da população.
Estou trabalhando para me tornar mais consciente enquanto cidadão e tenho esperança que a população em geral se conscientize da força que tem, descruze os braços e começe a exigir seus direitos, mas que cumpra seus deveres também, porque o viver em sociedade é uma estrada de mão dupla.
Amo Lorena, vejo que a cidade está pujante, que têm pessoas sérias e comprometidas trabalhando pela coletividade e acreditando na nossa cidade de uma forma geral.
Acredito na educação e estou certo que é o melhor, senão o único caminho para uma sociedade mais consciente em todos os sentidos; é só observarmos os exemplos da Coréia do Sul e de todos os países mais desenvolvidos e com melhores IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).
Então, se você ainda não sabe por onde começar a sua militância em prol de uma Lorena e, conseqüentemente, um Brasil melhor, que tal começar pegando os cadernos dos seus filhos ou sobrinhos, participar da escola e exigir cada vez mais qualidade, contudo, não se esqueça do principal; educação vem de berço e você é a pessoa que ele adora imitar, então, se você não está gostando do que está recebendo, veja bem a imagem que você está emitindo, porque como dizia Fernanda Montenegro, saindo de um fundo azul no comercial da TV:

“EDUCAÇÃO É TUUUDO!”.

PARABÉNS LORENA E A TODOS NÓS, LORENENSES.
Para saber mais sobre a história de Lorena, consulte:
http://www.lorena.sp.gov.br

Fui...

2 comentários:

Phillippini disse...

Achei bastante relevante esse post, pois nos provoca a irmos de volta a nossas origens, e mergulharmos no passado é no mínimo resgatarmos e nos enchermos de orgulho por ser quem verdadeiramente somos. Penso que todas essas caracteristicas de vida do passado, poderiam de uma certa maneira serem celebradas no dia de nosso aniversário, como por exemplo uma romaria com barcos saídas do limite de divisa de nosso municipio, levando nossa padroeira pelas aguas de nosso rio paraiba, depois continuando o cortejo em procissão terrestre até nossa catedral. Quem sabe chegaremos há esse dia. Afinal educação é tudo !
Valeu...
Phillippini

Valeria Fortes disse...

Pois é.. A quem pertence a responsabilidade da Educação? Somente um setor da sociedade? Somente escolas? Pais? ARre! Educação pertence a todos e com todos. Estou alarmada com as condições que estamos vendo no dia a dia nas escolas. Posturas inoportunas e inadequadas. Crianças que não sabem ler. Pais que não sabem orientar. Professores que não sabem escrever. É muito "não sabe"!! Se assim continuar, sempre será fácil governar. É necessário pessoas inteligentes, instigadoras, que questionam, pensam. Que sabem o que buscam. Acreditam num dia melhor que o outro.
Mais uma vez pergunto: de quem é a culpa? A minha parte eu assumo!
Bjs