quinta-feira, 18 de junho de 2009

(62)"TODA ARARUTA TEM SEU DIA DE MINGAU!"




A Araruta (Maranta arundinacea), espécie do gênero Maranta, é uma erva cuja raiz tem fécula branca que é alimentícia.
Considerada como um alimento de fácil digestão, a fécula da araruta é usada no preparo de mingaus, bolos e biscoitos. Por esta característica, é indicada para idosos, crianças pequenas e pessoas com debilidade física ou doentes em recuperação. Também pode se produzir papel com a araruta.

Estudos arqueológicos mostram evidências do cultivo de araruta nas Américas há pelo menos 7.000 anos.

A araruta é uma planta originária das regiões tropicais da América do Sul e encontra-se em processo de extinção. A indústria alimentícia substituiu o polvilho de araruta pelo de mandioca ou pela farinha de trigo ou milho, prejudicando assim o cultivo daquela planta.

Segundo a sabedoria popular, a araruta tem vários usos medicinais, mas é na culinária que o uso desta planta se destaca, recomendada para pessoas com restrições alimentares ao glúten (doença celíaca).
Conversando na cozinha da minha casa, minha mãe soltou essa!
"Minha avó sempre dizia:
TODA ARARUTA TEM SEU DIA DE MINGAU!"
É um dito popular que quer dizer que tudo que sobe um dia desce ou um dia da caça outro do caçador ou ainda que hoje você está mal e amanhã estará melhor!.
Gosto muito dos ditos populares, pois enerra a verdadeira sabedoria popular.
Na vida falamos da lei da Causalidade, Ação e Reação ou a Lei do Retorno e é certa como a prova dos nove.
Nossos pensamentos podem levar a atitudes e essas são julgadas por outras pessoas e pela lei imutável da vida.
A nossa própria evolução é assim, todos os processos são mutáveis e tendem a evoluir.
Do que adianta se sentir a própria bala que matou o Kennedy ou que ir a Paris é o último grito, sendo que o vôo pode cair no meio do atlântico e você nunca chegar? Pior ainda, nunca mais voltar.
O que vale mesmo é você ser quem realmente é e lutar pelo que acredita, pois as críticas são inerentes e se o mingau está com pouco açúcar ou muito sal (imagine que nervo você ficaria de um mingau salgadíssimo, rsrsrsrsrs), só mesmo provando para saber.
Finalizando, devemos ter muito cuidado com o que falamos ou desejamos a outrem, pois normalmente o reflexo disso nos vem na mesma intensidade.

SE VOCÊ NÃO GOSTA DO QUE ESTÁ RECEBENDO,
TEM DE VER O QUE VOCÊ ESTÁ EMITINDO, porém, CUIDADO!

POIS TODA ARARUTA TEM SEU DIA DE MINGAU!

BEIJÃO NO CORAÇÃO E ATÉ


TCHAU...PARDAL...FUI!!!

5 comentários:

Pedro Moreno disse...

Conhecia o ditado mas não a planta, gostei de saber o que é araruta e sobre a lei do retorno que sempre achei que é o que governa esse mundo.
Mandou bem Mafu.

Maristela disse...

"A beleza das pessoas está na capacidade de amar e de encontrar no próximo a continuidade de seu ser...
E,também,em reconhecer que nessa vida você estará sempre precisando de alguém e sempre terá alguém precisando de você!"

Tenha um domingo abençoado!!!
Fique com Deus, amigo!

Grande abraço,
Maristela

Dora disse...

Vereador. O senhor poderia fazer algo de útil e organizar aí na casa de leis um multirão e, realizar a noite do mingau.Não faltaria o ingrediente principal (araruta), mesmo que aqueles que saboreassem o mingau fossem acusados de CANIBALISMO!

Se toda araruta tem seu dia de mingau, hj, na política de lorena, seria interessante que nossos representantes virassem ararutas, no mesmo dia (...) pra serem servidos ao "povo"!

Veve disse...

Que dito popular sábio!!! "Sof" que o diga, não é mesmo!?rsrs. É, meu caro amigo, antes de atirar uma pedra, precidamos ver se não há ninguém apontando para nós. As vezes, as palavras são didas sem o mínimo de reflexão anterior. E, omo essa prática é atuante em nossas vidas!!! Que todos ao lerem essa postagem, reflita antes de dizer algo, sem pensar. Pois, nenhum ser humano, existe sem o outro. Estejamos em qualquer situação!!!

messias venturine disse...

Que tom de ameaças são essas?
Se tornar publico, é tambem se tornar alvo de comentarios que as vezes não gostamos...
Eu ja to de volta a provincia da palmeiras imperiais, e fiquei triste ao ver que depois de um mês nada mudou...
Só refresque minha memória de uma coisa, quem cuida dessa cidade mesmo?
Triste tudo isso...