sexta-feira, 29 de maio de 2009

(60) "DO COMEÇO AO FIM"


É inegável toda a polêmica que o filme do cineasta Aluizio Abranches está causando na imprensa desse país.
Depois que vazou o trailer e teaser no youtube, o Brasil só tem falado do filme; meu amigo Messias Venturini postou no blog dele Chantilly com Pimenta e eu não poderia deixar de comentar aqui também.
Tudo porque esse filme retrata não apenas uma, mais duas polêmicas ao mesmo tempo:
A médica Julieta (Julia Lemmertz) tem dois filhos: Francisco (Lucas Cotrim, quando criança, e João Gabriel Vasconcelos, na fase adulta), com o primeiro marido, o empresário Pedro (o argentino Jean-Pierre Noher); e Thomás (Gabriel Kaufman e Rafael Cardoso), com o atual marido, o arquiteto Alexandre (Fabio Assunção). Rosa (Louise Cardoso) é a melhor amiga de Julieta. Os dois meninos têm uma diferença de idade de seis anos. Eles desenvolvem uma relação mais íntima do que o normal.
A mãe percebe, mas diz: "O que posso fazer?".

Quando a mãe morre, os rapazes estão 15 anos mais velhos, 20 e 26 anos.
Eles se relacionam e enfrentam uma separação, quando o mais novo vai morar na Rússia para treinar natação para as olimpíadas.
O diretor não mostra pais abusadores, filhos que vivessem sem maiores contatos com o mundo exterior e castigos moralistas, mas sim uma família amorosa.
Os irmãos moram em lugar comum (Rio de Janeiro), com vidas normais, conhecendo outras pessoas.
Em entrevista para os jornais, Abranches diz que o objetivo principal do filme não é a polêmica e sim mostrar que o amor entre dois iguais pode ser falado de forma feliz, mesmo sendo esse amor entre iguais e irmãos.
Ele sabe muito bem que se trata de dois assuntos espinhosos para a nossa sociedade-incesto e homossexualismo, mas disse que o objetivo principal foi contar uma história de amor, sem polêmicas e sem bandeiras.
Pelo jeito, ele está querendo demais. ´
É esperar o filme pra ver, agora as bandeiras já estão sendo levantadas e as polêmicas?
Quem viver, verá!

Beijão no coração e até.

Tchau... Pardal...Fui

Para ver o trailer no youtube, acesse o link abaixo.

7 comentários:

Mario disse...

Eitaaaaaaaaa, agora eh soh esperar sair o filme heeim !!!

Concerteza será polemico :D

abracos \o

Alexandre Pinho disse...

Esse filme não será polêmico, pois polêmico ele já está sendo, acredito que será um avanço nas discussões da nossa sociedade falsa e hipócrita.
E por outro lado, sem dúvidas é um grande avanço para o cinema nacional.
Parabéns pela postagem.

Maristela disse...

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver a vida, apesar de todos os desafios, imcompreensões e períodos de crise.
Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar o autor da própria história.
É agradecer a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter a coragem de ouvir um "não".
É ter segurança para ouvir uma crítica mesmo que injusta.
É beijar os filhos, curtir os pais e ter momentos poéticos com os amigos mesmo que eles nos magoem.
Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de cada um de nós.
É ter maturidade para falar "eu errei". É ter ousasdia para dizer
"me perdoe". É ter sensibilidade para expressar "eu preciso de você." É ter capacidade de dizer "eu te amo".
AUGUSTO CURY

Tenha um ótimo final de semana!!!

Abraço,

Maristela

Simplismente: Cidinha ... disse...

Agora virou febre ficar levantando bandeira do que é errado e pecaminoso, outro dia até falei pra esse tal Messias Ventania, ops Venturine, que apoiar esse filme e sua veiculação nas salas de cinema desse país era uma apologia ao sexo degenerado, onde esta o respeito a familia?
Querido vereador acho que voce tem assuntos mais pertinentes pra colocar em debate por aqui.
Beijos me liga.

(aliás estou esperando o convite)para o sarau.)

conexao-politica LORENA disse...

respondendo aos comentarios da penultima postagem.

caros pedro anselmo e cidinha: obrigado pelos elogios, mais a estrela aqui é o mafu.
não sou venenoso,só falo a verdade

ontem um funcionario da camara me disse: não sei qual seu objetivo, mas se é expor sua opnião e fazer com que elas sejam discutidas,isso vc ta conseguindo com toda certeza.

quando perguntei oque ele achava do conexão ele respondeu: uma sacada inteligente.

bom amigos,pode até ser que eu seja um bicheiro como disse alguem em um comentario na postagem interior: então tenho de em conformar e dizer que sou um exelente bicheiro, até porque não costumo errar em meu palpites.

impossivel que eu esteja incomodando tanto, porque ainda nem comecei, o blog, orkut é msn é uma pequena amostra do que vem por ai.
como diz um amigo: preconceito é opnião sem conhecimento, como eu procuro ter conheciemento de causa, não sou preconceituoso, apenas realista.

quem será os politicos que estão se sentindo ameaçados com minhas postagens? se eles me convidarem pra um café, eu vou.

não vou entrar no merito desta ppostagem... mais eu sinto preconceito por uma coisa apenas: politicos corruptos e maus carater, pois são estes que atrasam a vida de pessoas honestaa e trabalhadoras, de brasileiros sonhadores e com disposição de empreender.

cidinha, não precisa postar em meu blog, ele já é super conhecido sem comentarios, prefiro assim que seja comentado nos corredores na camara e prefeitura, nas salas mais ocultas, nas praças, nas esquinas, em filas, pelo povo.

fui...
esqueci de citar um animal, na postagem anterior...
o pardal, pra não dizer a verdade rs...
thau thau.

messias venturine disse...

É meu querido esse filme promete, e o rebuliço ja começou.
Basta olha as controversia que ja rola na net, seu blog mesmo ja recebe apoio e criticas ao filme.
algumas pessoas despreparadas nao conseguem ver algo puro naquilo que ela mesma nao consegue ter, se caso a cidinha for hetero, talves nem com sua genuina heterocidade, conseguiu alguem para amar e ser amada, por isso esse amargor...

humberto Matheus disse...

Msfu, é claro que a polêmica vvai ser grande mesmo, espero que por ser incesto, isso não acabe denegrindo a imagem do gay, que alías ganha cada dia mais espaço nas discussões, mídias e representatividade no cenário nacional como um todo.
Vc me conhece bem, sabe que tenho 2 filhos e 1 filha, se algum deles for gay, de boa, mas se os meus dois filhos se descobrissem apaixonados como no filme, xi, nem sei o que pensar ou dizer, embora no filme eles sejam irmãos apenas por parte de m]ae como diz a sua postagem.
No mais, acho que é bom trazer a tona a discussão, pois deixando o incesto de lado, sabemos que tem casais gays, tanto homens quanto mulheres que se amam de verdade e vivem muito melhor e mais felizes do que os heterossexuais.
Parabéns pela coragem de levantar essa discussão aqui no seu blog.